COMBONI THAT DAY

Presidente Nyusi e Dhlakama encontraram-se nas matas da Gorongosa

Terça-feira, 8 de agosto de 2017
Na sequência do encontro histórico entre o Presidente da República de Moçambique, Filipe Jacinto Nyusi, e o Presidente da Renamo, Afonso Dhlakama, no Distrito de Gorongosa, Província de Sofala, o Gabinete da Presidência da República emitiu um comunicado, no passado domingo, dia 6 de Agosto, no qual se diz que “os dois líderes discutiram e acordaram sobre os próximos passos no Processo da Paz, que esperam que seja concluído até finais do ano”.

 

Filipe Jacinto Nyusi (à esquerda),
com Afonso Dhlakama.

 

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, deslocou-se para a Gorongosa, ido da cidade de Chimoio, capital provincial de Manica, local onde, no sábado, tinha terminado uma Visita Presidencial de três dias. Durante a mesma visita Presidencial àquela província, o Chefe do Estado disse, no Posto Administrativo de Machipanda, Distrito de Manica, que os moçambicanos têm que ter a cultura de diálogo para ultrapassarem as suas diferenças.

“Não se pode olhar para violência como única formar para resolver os nossos problemas. Nós estamos a conversar com o partido Renamo, na pessoa do seu líder, Afonso Dhlakama, porque queremos a paz para prosseguirmos com as actividades de desenvolvimento para o bem-estar dos moçambicanos", disse no comício que orientou naquele Posto Administrativo.

No encontro de domingo em Gorongosa, o Presidente Nyusi e o Presidente da Renamo discutiram e acordaram sobre os próximos passos no Processo da Paz, que esperam que seja concluído até finais do ano. A manutenção do diálogo e o acompanhar de perto o trabalho das duas comissões, são as duas questões principais acordadas, assim como a perspectiva de um novo encontro para preparar os passos finais.

A seguir publicamos o Comunicado de imprensa do Gabinete da Presidência da República:
"O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, e o Presidente da Renamo, Afonso Dhlakama, reuniram-se, hoje, em Gorongosa. Os dois lideres discutiram e acordaram sobre os próximos passos no Processo da Paz, que esperam que seja concluído até finais do ano. Acordaram que iriam manter o seu diálogo e acompanhar de perto o trabalho das duas comissões, visando um novo encontro, em breve, para preparar os passos finais."
Domingo, 6 de Agosto de 2017