COMBONI THAT DAY

Comunidades afectadas por mineração enviam carta ao Papa

Sábado, 13 de Janeiro de 2018
A Rede MUQUI Peru e a Rede Igrejas e Mineração enviaram uma carta ao Papa Francisco, a poucos dias da sua visita ao Peru e ao Chile. No documento, informam o Pontífice sobre a situação de violência e criminalização que as comunidades afectadas pela mineração no país sofrem por defender os seus direitos. As comunidades esperam do Papa “uma mensagem inspiradora e esperançosa, uma mensagem de denúncia da situação ambiental gerada por um modelo económico consumista que se reflecte na depredação ambiental por parte da actividade minerária nos territórios dos povos indígenas”.

“A mineração e a extracção de carvão pressionam mais de 50 por cento das terras das comunidades campesinas e nativas, que pouco a pouco estão sendo condenadas ao desaparecimento.”

“Os povos indígenas não querem que lhes seja imposto um modo de vida; querem viver respeitando a natureza de que são e se sentem parte, vivendo de suas actividades económicas ancestrais, como a agricultura familiar e a criação de gado”, escrevem os autores da carta dirigida ao Santo Padre.

A Rede MUQUI Peru é um colectivo de 29 instituições de 11 regiões do país. A Rede Igrejas e Mineração reúne organizações de Igrejas da América Latina com a missão de acompanhar os povos e comunidades na defesa de seus direitos e do meio ambiente.