Segunda-feira, 27 de Abril de 2020
O Papa recordou hoje no Vaticano as vítimas da Malária em todo o mundo, associando-se à celebração do da mundial de luta contra esta doença, promovida pelas Nações Unidas, este sábado. Francisco reza ainda por quem vive com angústia a incerteza provocada pela pandemia de Covid-19.

O Papa Francisco recordou as vítimas da malária, em todo o mundo, associando-se dessa forma ao dia mundial de luta contra a doença, que se assinalou no sábado, 25. “Enquanto estamos a lutar contra a pandemia do coronavírus, devemos também avançar no compromisso para prevenir e tratar a malária, que ameaça milhares de milhões de pessoas em muitos países”, declarou, após a oração do Regina Caeli, neste domingo, 26 de Abril, ao final da manhã.

“Estou ao lado de todos os doentes, dos que cuidam deles e aos que trabalham para que todas as pessoas tenham acesso a bons serviços sanitários de base”, acrescentou, citado na Ecclesia.

A mesam fonte cita dados da Organização Mundial de Saúde segundo os quais as mortes por malária caíram 40%, entre 2000 e 2014 (de um total de 743 mil para 446 mil pessoas por ano). Mas as Nações Unidas consideram que “os avanços na luta contra a doença estão estagnados”.

No último relatório mundial (2019), o número de mortes em 2018 foi igual à de 2017 e não houve redução no número de novas infeções entre 2014 e 2018.
[7Margens]