Moçambique. Bispo pede orações para que Governantes aliviem sofrimento do povo

Immagine

Sábado, 16 de Maio de 2020
O Arcebispo da Beira (Moçambique), D. Claudio Dalla Zuanna (nella foto), exorta a todos os crentes a rezar pelos Governantes, para que encontrem melhores caminhos com vista a aliviar o sofrimento do povo, deixando de lado o egoísmo.

Na Arquidiocese da Beira as celebrações eucarísticas continuam a realizar-se na Sé Catedral da Beira nos moldes estabelecidos pela Conferência Episcopal de Moçambique (CEM), sendo presididas pelo Arcebispo desta Arquidiocese.

E neste domingo, 10/05, o Quinto do tempo Pascal, o Prelado iniciou a sua homilia recordando as palavras deixadas por Jesus aos discípulos antes da sua morte, “Não seja perturbado o vosso coração”. Com estas palavras, ressaltou D. Claudio, Jesus garantia o seu regresso, pois este partia para preparar uma nova vida para todos, uma vida junto de Deus apesar da pequenez de cada um, “uma vida da verdade”.

Continuando a sua alocução o Prelado explicou que a nossa vida sem Jesus Cristo a Pedra Angular, não conseguiremos enfrentar as dificuldades da vida, por isso temos que ser Corpo de Cristo, sermos unidos.

Na mesma união, neste tempo da epidemia do Covid-19 em que muitos sofrem as consequências da mesma, desde as económicas e sociais destacando o desemprego, o Arcebispo da Beira insta todos a orarem pelas autoridades governamentais para que encontrem melhores caminhos com vista aliviar o sofrimento do povo, deixando de lado o egoísmo, acrescentou.

Ao concluir a sua homilia D. Claudio exortou os fiéis a acolher as palavras de Jesus, pois as dificuldades do caminho não podem perturbar os corações, por isso devem manter-se confiantes em Jesus, porque somente com Ele se podem encontrar as soluções das dificuldades.

Refira-se que por ocasião do Dia de oração pela humanidade, programado para o dia 14 de maio, D. Claudio Dalla Zuanna pediu a todos que acompanhavam a Missa pela Rádio para aderirem a esta iniciativa do Papa Francisco.
[Rogério Maduca – Rádio Pax, Beira – Moçambique (Vaticannews)]