Sábado, 4 de julho de 2020
Um conjunto de responsáveis religiosos de vários países assinou uma petição à presidência alemã do Conselho da União Europeia, denunciando as violações aos Direitos Humanos no comércio internacional. Entre os signatários encontra-se D. Manuel Linda, bispo do Porto, o qual considera que a pandemia de Covid-19 “veio acentuar” esta questão.

“Pedimos implementação de ‘due diligence’ global”, explica o responsável católico, numa mensagem publicada através da sua conta no Twitter. A petição exige medidas para evitar riscos de violação dos Direitos Humanos e de contaminação do ambiente, reparando as situações negativas que se venham a verificar, direta ou indiretamente, pela ação das empresas.

A iniciativa ‘Supply Chain Act’, fundada em setembro de 2019, exige um “ato abrangente da cadeia de suprimentos”, reunindo 99 organizações da sociedade civil, bem como sindicatos e representantes de Igrejas cristãs.

“A atual crise da Covid-19 mostra claramente que as empresas não cumprem as suas responsabilidades de forma voluntária”, refere a associação, para quem todas as empresas que causam ou aceitam danos às pessoas e ao meio ambiente nas suas cadeias de suprimentos devem ser responsabilizadas.
[OC - Ecclesia]