Dia Mundial de Oração: 1 de setembro. Papa associa-se a celebração do «Jubileu da Terra»

Immagine

Segunda-feira, 31 de agosto de 2020
O Papa convidou hoje as comunidades católicas a celebrar, a 1 de setembro, o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado com a Criação, associando-se à iniciativa ecuménica que assinala a instituição, há 50 anos, do Dia da Terra. A iniciativa de oração e ação decorre até 4 de outubro, festa de São Francisco de Assis, começando com o “Jubileu da Terra”.
 Foto: Lusa/EPA.

“Saúdo as diversas iniciativas, promovidas em várias partes do mundo, entre elas o concerto que decorre hoje, na Catedral de Port-Louis, capital das Maurícias, onde infelizmente se verificou recentemente um desastre ambiental”, disse Francisco, desde a janela do apartamento pontifício, após a recitação da oração do ângelus, no Vaticano.

Em Portugal, a Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana, escreveu uma mensagem respeito desde dia de oração, apresentando-o como “uma oportunidade extraordinária”, no contexto da pandemia de Covid-19, tempo “marcado pelo cuidado com os mais frágeis”.

“Vidas vividas na entrega aos outros, vidas dadas para que os outros vivam também. Mas também sabemos de situações em que a falta de esperança parece ter poder para fechar os corações, deixando-nos indiferentes à sorte e ao sofrimento dos outros”, referem os responsáveis católicos.

A Igreja Católica está a viver desde maio um ano dedicado à encíclica ‘Laudato si’, promovido pelo Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral (Santa Sé).

O Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE) e a Conferência das Igrejas Europeias (CEC) convidam a celebrar o ‘Tempo da Criação’, de 1 de setembro a 4 de outubro, e assinalam que a pandemia “revelou” quão “profundamente o mundo está interconectado”.

“O conceito de jubileu está enraizado na Bíblia e sublinha que deve existir um equilíbrio justo e sustentável entre as realidades sociais, económicas e ecológicas”, lê-se na declaração conjunta dos organismos, enviada à Agência ECCLESIA.

Os responsáveis cristãos apontam para “a necessidade de restaurar o equilíbrio nos próprios sistemas de vida, afirmando a necessidade de igualdade, justiça e sustentabilidade”, confirmando a necessidade de uma “voz profética em defesa da casa comum”.
CB/OC - Ecclesia

Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação
1º de setembro 2020

Celebrado no dia 1º de setembro, o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, é uma iniciativa que visa chamar atenção para o futuro do planeta e como podemos, em nossas famílias, comunidades e grupos, cuidar melhor dele.

A data, que já vem sendo celebrada pela Igreja Ortodoxa desde 1970, foi instituída na Igreja Católica em 2015, pelo Papa Francisco, com o propósito de chamar toda a humanidade a uma conversão ecológica, que permita de fato, criar relações sustentáveis com o mundo que nos rodeia, protegendo toda a Criação e também, para fortalecer a crescente comunhão com os nossos irmãos ortodoxos.

Para conhecermos mais sobre o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, conversamos com Dom Jeremias Ferens, Eparca da Igreja Ucraniana em Diáspora de Curitiba, da América do Sul e Bispo titular de Aspendos.

Dom Jeremias, o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, instituído pelo Papa Francisco em 2015, teve sua origem na Igreja Ortodoxa. Por que essa data foi instituída?

Para rezamos por todas as criaturas que o Deus Pai Todo Poderoso criou no mundo visível e invisível. E, como na Igreja Bizantina, o rito oriental, o ortodoxo e o calendário litúrgico, se inicia no dia 1º de setembro. Por essa razão, essa data foi também instituída como o Dia da Criação, para nos lembrar de todas as criaturas. No ano passado, em 2016, houve o Grande Concílio Pan-Ortodoxo na Ilha de Creta, na Grécia, em que estavam reunidos todos os patriarcas e primazes das Igrejas Ortodoxas do mundo inteiro. E eles, em uma das sessões desse Concílio, aprovaram este dia, 1º de setembro, como Dia de Oração pelo Cuidado da Criação.

Como o Dia de Oração pelo Cuidado da Criação pode mobilizar as pessoas e comunidades em defesa da vida?
Primeiro, as pessoas devem ter conhecimento sobre esta data, para que elas possam se reunir em um determinado lugar, seja no templo, em uma escola ou ainda, em uma praça pública. É preciso despertar a curiosidade sobre a grandiosidade que é a defesa do meio ambiente e de toda a natureza. Então, esse Dia de Oração com certeza vai tocar muitos corações e os ajudar a mudar um pouco de vida e valorizar mais a natureza e o meio ambiente ao nosso redor.

Como recuperar o sentido ou espírito ecológico, em uma sociedade consumista e que descarta tudo?

As pessoas desperdiçam porque têm de mais. Se tivesse faltando, não iriam desperdiçar e sim, economizar e fazer o máximo com o que tem. Por exemplo: um saco plástico, ele pode ser reutilizado como embalagem várias vezes. Mas, por causa de tanta facilidade,o consumismo é gerado e tudo é descartado, vai se acumulando lixo e com isso, vai se perdendo também a economia. Se cada um economizasse um pouco, ia sobrar mais para dividir com os outros e aqueles que mais precisam.

Para finalizar, Dom Jeremias, qual é a sua mensagem para o Dia de Oração pelo Cuidado da Criação?
Desejo que esse dia tão belo, início do ano eclesiástico e em que celebramos o Dia de Oração, desperte muito interesse pelo zelo da natureza, de toda a criação. Que nós consigamos em nossas comunidades, nossos templos, nossas igrejas, nossas escolas, hospitais, etc., associações, entidades, indiferente de credo ou confissão ou fé. É um dia de oração que traz benefício para cada um de nós e volto a dizer aquilo que o Rei Davi diz no Salmo 150: “ Tudo que respira, que louve o Senhor” e que possamos respirar um ar puro, possamos viver bem com saúde física, saúde mental e sermos ricos espiritualmente.

FONTE: Pastoral da Criança